9 de dezembro de 2018
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 09/dez/2018

Caminhoneiro desabafa sobre situação da PI-392: “Se o inferno existe é aqui”

    Imagem: Reprodução/TV Clube 

Uma situação que se repete ano após ano. Segundo reportagem do Clube Rural da TV Clube, a PI-392, principal via de escoamento de toda a produção nos municípios do Cerrado piauiense apresenta seu pior trecho logo após a cidade de Baixa Grande do Ribeiro, distante 680 km da capital Teresina. Produtores e principalmente os caminhoneiros reclamam das péssimas condições da estrada.

O caminhoneiro Marcílio Lima caiu com seu caminhão em um buraco da rodovia e passou quatro dias na estrada esperando por socorro.

    Imagem: Reprodução/TV Clube 

Em entrevista, ele desabala: “Se o inferno existe, é aqui. Essa é a pior estrada do Piauí, sempre fica assim nesse período, e se você andar por aí, vai encontrar caminhoneiro passando fome com o veículo quebrado há quatro ou cinco dias, sem conseguir sair”.

    Imagem: Reprodução/TV Clube 

Um outro caminhoneiro conta que passou 2 horas para percorrer 27 km, sem falar das manutenções que tem que fazer no veículo para aguentar as condições da estrada.

Além do perigo para os caminhoneiros, a também a questão econômica, já que o escoamento de grãos fica prejudicado, sendo sentido de uma ponta a outra, até o consumidor final.

    Imagem: Reprodução/TV Clube 

O produtor José Carlos Cassandro falou dos problemas nesse trecho: “É inadmissível isso, usamos essa estrada pelo menos três vezes por dia. Sei que já foi licitado, já fizeram terraplanagem, ficaram trabalhando seis meses em 4 km da rodovia e quando chegaram no pior trecho, foram embora”, disse.

Já o presidente da associação dos produtores de soja do Piauí, Alzir Neto, torce para uma parceria público-privada, para resolver o problema da região.

    Imagem: Reprodução/TV Clube 

“A solução tem que ser da iniciativa privada com o poder público. A energia veio para cá assim. Não adianta nós produtores investirmos, cuidarmos da lavoura, se não conseguimos escoar a produção, ela se perde nas estradas e assim perde toda a cadeia produtiva”, disse.

    Imagem: Reprodução/TV Clube 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!