24 de maio de 2018
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 24/Maio/2018

Caminhoneiros protestam contra o preço dos combustíveis no Piauí

Caminhoneiros protestam contra o preço dos combustíveis no Piauí

Caminhoneiros fazem manifestação no Piauí contra aumento no preço dos combustíveis. Foto: Lucas Marreiros / G1

Continua nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (24) a greve dos caminhoneiros no Piauí. A manifestação da categoria já entra no quarto dia. Pontos de distribuição de petróleo estão sendo bloqueados em cidades do Piauí. Cerca de 50 caminhões estão parados na Avenida Presidente Getúlio Vargas, próximo ao Balão da Tabuleta, Zona Sul de Teresina.

Os motoristas de caminhão usaram os veículos e com barricadas feitas com pneus. Somente caminhões com cargas estão sendo bloqueados. Motos, carros de passeio, ônibus e caminhões com cargas perecíveis ou de água estão sendo liberados. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o movimento é pacífico.

“A nossa reividndicação e por condições dignas de trabalhar me relação aos custos, na conservação das estradas e dos custos operacionais das cargas e principalmente relacionado ao preço óleo diesel, o principal insumo da nossa categoria”, Edvan Ferreira, líder do movimento. O movimento também acontece em outras cidades do Piauí como Picos e Uruçuí.

Os caminhoneiros protestam contra a disparada do preço do diesel que faz parte da política de preços da Petrobras, em vigor desde julho. Entretanto, a Petrobras anunciou nesta quarta que o preço do diesel deve cair 1,54% nas refinarias. Os atos foram registrados em mais 15 estados e no DF.

A cidade de Picos concentra um dos maiores entroncamentos viários do Nordeste. Com o bloqueio da rodovia BR-316, cargas com destino ao Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba podem ficar prejudicadas. Com a greve dos caminhoneiros, vôos de aeroportos estão sendo afetados, entregas dos Correios atrasam, cidades do interior ficam desabastecidas de petróleo e os preços da gasolina disparam.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!