29 de janeiro de 2020
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 29/jan/2020

Ciro e W.Dias vão duelar em ao menos 11 das 20 maiores cidades do Piauí; veja lista

Nem tão amigos e futuros rivais em 2022, Ciro Nogueira (Progressistas) e Wellington Dias (PT) já têm embate definido em onze das vinte maiores cidades do Piauí, nas eleições municipais de 2020. Em boa parte destes confrontos o Partido dos Trabalhadores vai tentar desbancar os atuais prefeitos progressistas, que tentarão a reeleição em outubro.

    Foto: Apoliana Oliveira/180graus

O levantamento realizado pelo 180, ouvindo partidários e lideranças políticas, mostra que até agora, o senador e o governador só deverão estar juntos em dois palanques, nas cidades de Altos, onde a prefeita Patrícia Leal (PT) irá apoiar o tio, Carlinhos Leal (PT), e em Floriano, onde Joel Rodrigues (Progressistas) é pré-candidato à reeleição, com aliança consolidada com o PT.

A lista

“Fogo no parquinho”

Na capital, Ciro é Firmino de carteirinha, e vai apoiar o nome que será anunciado pelo grupo tucano até meados de março. O Progressistas deve ainda indicar o vice na composição da chapa. E para representar o PT, o nome escolhido é o de Fábio Novo, que no primeiro turno contará com o endosso de Dias e da gestão petista.

Em Parnaíba, o senador já declarou apoio a Zé Hamilton. Já Wellington pode apoiar Dr.Hélio (PL) ou Florentino Neto (PT).

Na cidade de Picos, onde Ciro ainda hoje ressente-se da derrota sofrida pelo PP, nas eleições de 2016, para Padre Walmir, o apoio do senador será a Gil Paraibano. W.Dias vai de Araujinho (PT), empresário e sogro do atual secretário de Fazenda, Rafael Fonteles.

Em Campo Maior, o Progressistas sinaliza o apoio a Joãozinho Félix, ex-prefeito, que está prestes a confirmar sua filiação ou ao MDB ou ao PSDB. Na cidade, sendo confirmada a tendência do Partido dos Trabalhadores de não investir na reeleição de professor Ribinha, o nome a ser apoiado por Wellington será Paulo Martins, hoje no comando da Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP).

Gustavo Medeiros (DEM), em União, é quem tem maiores chances de receber o apoio do Progressistas. Wellington definirá ainda se estará no palanque de Zé Barros (PT), ou do atual prefeito Paulo Henrique (PSD).

Alvimar Martins (PP) e Neuma Café (PT) devem repetir o embate de 2016, do qual o progressista saiu vitorioso. Na cidade de São Raimundo Nonato, o apoio natural de Ciro vai para Carmelita Castro, pré-candidata à reeleição. Pela oposição, Dias pode apoiar Paes Landim, que ensaia pré-candidatura a prefeito.

Confronto já definido ainda em Luis Correia, com Kim do Caranguejo (PP) disputando a reeleição com apoio de Ciro, e Maninha (PL), puxada por Dr.Hélio (PL), contando com apoio do governador. Duelo posto também em Corrente, com Murilo (PP) pré-candidato à reeleição e Dionísio (MDB), pela oposição.

Confrontos indefinidos

Em José de Freitas, Roger Linhares é pré-candidato a reeleição pelo Progressistas. Na oposição e com apoio de Wellington, o nome deve sair da indicação de Robert Freitas. O nome do filho Ferdinand é um dos mais cotados.

Na cidade de Oeiras, o atual prefeito é progressista. Zé Raimundo deve enfrentar como principal nome da oposição um dos membros da Família Tapety, que rompeu com Wellington nas eleições de 2018 – ao apoiar Dr. Pessoa – mas que já tenta o diálogo com o Partidos dos Trabalhadores.

Em Miguel Alves, o atual prefeito é Oliveira Júnior (PT). Lá o Progressistas ainda não definiu apoio.

Em Piracuruca, nos dois lados, ainda sem definição. Em Batalha a oposição aguarda a decisão do prefeito João Messias (PP), que pode disputar a reeleição, mas ainda não confirmou se o fará. Só após o movimento definitivo do prefeito o nome de apoio do PT será anunciado.

Apoliana Oliveira 180 graus

0 Comentários

Deixe o seu comentário!