19 de janeiro de 2021
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 19/jan/2021

É preciso decretar a falência da Agespisa e partir para o plano “B”

Escritório da Agespisa em Parnaíba

É voz geral: A Agespisa presta um péssimo (des)serviço à população Parnaíba e região. E nas redes sociais todos os dias a falta de água nos bairros é assunto recorrente. Apenas vez por outra o escritório local da empresa publica banners comunicando a suspensão do fornecimento em algumas regiões, como desculpa que não passa de fumaça escondendo a verdade. E qual a verdade? A Agespisa faliu. Acabou!!! Não tem dinheiro pra nada.

O desmantelamento da empresa foi um processo lento. Políticos, do naipe de Wellington Dias usaram e empresa como cabide de empregos. Salários milionários. Diretores ganhando mais de 30 mil reais e, por isso, hoje, embora com tempo de se aposentarem, não o fazem porque os ganhos seriam reduzidos ao teto instituído por lei e eles perderiam dinheiro. E esses altos salários impedem a empresa de investir. E o resultado é a desgraça que todos conhecem. Não há investimentos para distribuição de água e muito menos para esgotamento sanitário. Só W. Dias já vai para quase 16 anos enrolando a população com essa massa falida.

Protestar resolveria? Bater panelas seria uma saída? Fazer movimentação em frente do escritório éaconselhável? Não!. Nada disso valeria à pena, porque, embora o consumidor faça a sua parte, pagando o consumo de algo que nem sempre existe, que é água nas torneiras, não há o retorno por parte da empresa. Isso porque não tem de onde tirar para investir. O importante, para a empresa, é continuar pagando os  marajás.

E municipaliza a empresa, seria a solução? Quem sabe! Mas isso é outra discussão, que merece profundo estudo, para que não se troque seis por meia dúzia. Bom seria, de imediato, que se apertasse mais o governador, para que ele falasse a verdade sobre a falta de investimentos na empresa. Sim, é preciso pressionar, a partir da imprensa que, em Teresina, é submissa, é comprada, sobrevive das elevadas contas pagas às empresas de comunicação pelo governo do Estado, que acaba de retirar dinheiro até da segurança para botar na comunicação.

A FAMIGERADA “ADUTORA DO LITORAL”

E o governo do Piauí, que desde o tempo em que era governador o Wilson Martins, que anuncia a construção de uma tal “adutora do litoral”, para solucionar o problema da falta de água em Parnaíba, Ilha Grande, Luiz Correia e Cajueiro da Praia. Fala-se em investimento superior a R$ 55 milhões de reais.  E esse dinheiro ainda existe? Lá se vão quase 10 anos que Wilson Martins deixou o governo. A dúvida se o dinheiro ainda existe é porque várias vezes as obras foram abandonadas pelas empresas por falta de pagamento.

A Agespisa tem feito é muito estrago e causado prejuízos por onde a tal obra tem passado.

Se houvesse oposição neste Estado, a partir da Assembleia Legislativo, deveria ser cobrado do governador o quanto ele já gastou só em propaganda com essa tal adutora, que era para ser construída em 365 dias. É já se vão quase 10 anos. Quase o mesmo tempo que o governo gastou para reformar o Centro de Convenções na capital e ainda não conseguiu.

Dá pra acreditar no Senhor, governador? Ah, me poupe!!! Vamos refletir sobre isso???

Fonte: Blog do B. Silva

0 Comentários

Deixe o seu comentário!