23 de novembro de 2018
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 23/nov/2018

Evangelina Rosa: diretor avisou secretário sobre “risco de morte”

QUEM REALMENTE SE IMPORTA?

– No pedido para que o secretário de Saúde Florentino Neto tomasse providências o item CARNE também é destacado como uma necessidade urgente. “O desabastecimento desse hospital pode causar danos irreparáveis à vida, incluindo a morte”, avisou o diretor. Veja ofício ao final da notícia.

_____________________________

A FACE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NÃO VIGIADA

No período de tempo (e é grande) em que o Blog Bastidores noticia inúmeras tomadas de contas especiais para recuperar dinheiro supostamente desviado através de convênios e contratos fajutos das pastas da própria Saúde, Cidades, Seinfra, Turismo, IDEPI e tantas outras, com associações suspeitas e empreiteiras afrontosas, a maior maternidade pública do estado do Piauí padece com a falta de recursos públicos. Os milhões de reais desviados, como se vê, acabam por fazer falta em algum momento, em algum lugar.

Um documento de posse desse blog evidencia, em um primeiro momento, que o diretor da instituição, Francisco Macedo Neto, se de público tenta minimizar a situação por que passa a maternidade, nos bastidores parece ser frenética a sua luta para conseguir fazer a Dona Evangelina Rosa andar, ainda que com o mínimo possível.

Esse documento, na verdade, um ofício, é um, dentre muitos outros, que revela as insistentes mendicâncias por suprimentos necessários para o bom funcionamento da Dona Evangelina Rosa.

O ofício é endereçado ao secretário de Saúde, Florentino Neto, e é datado de 14 de março de 2018.

O teor da remessa revela um relatório dos processos da maternidade que estão (ou estavam) tramitando vagarosamente na Secretaria de Estado a Saúde, seguido do pedido de céleres providência.

PEDIDO DE CARNE

Traz trecho do ofício encaminhado pelo diretor: “Ressalto que trata-se de objetos diversos e de extrema importância para o funcionamento desta Casa de Saúde, pois são itens como: MEDICAMENTOS, MATERIAL MÉDICO HOSPITALAR (equipamentos médicos), GÊNEROS ALIMENTÍCIOS (carnes), GÁS-GPL, MATERIAL PARA LAVANDERIA, entre outros”.

ALERTA: RISCO DE MORTE

Em seguida o alerta do diretor: “Considerando que o desabastecimento deste hospital pode causar danos irreparáveis à vida, incluindo a morte. Solicitamos providências o mais breve possível”.

Enquanto alguns estão ficando ricos com dinheiro desviado do estado, outros morrem na Dona Evangelina Rosa.

_O DOCUMENTO

Por Rômulo Rocha – Do Blog Bastidores

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!