15 de junho de 2020
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 15/jun/2020

Fantástico exibe prisão de empresários que venderam remédios falsos para hospital do Piauí

A revista eletrônica Fantástico, programa da Rede Globo, trouxe nesse domingo (14/06), uma reportagem especial sobre a prisão de empresários acusados de falsificar remédios contra câncer e vendê-los a pacientes com a doença. Há piauienses entre os presos. As informações são do Folha de Parnaíba.

VEJA O VÍDEO:

Realizada em março deste ano, a Operação Sanitatem, cumpriu cinco mandados de prisão temporária e dez mandados de busca e apreensão contra empresários, colaborares e empresas do ramo de medicamentos.

“Domingo no Fantástico um crime contra a saúde e a esperança. Uma investigação vai mostrar com agia uma quadrilha acusada de falsificar remédios contra câncer. Você vai ver o drama de pacientes enganados em fases críticas do tratamento”, diz um vídeo chamada do programa.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI), a operação foi conduzida pela Polícia Civil, através da Delegacia de Combate à Corrupção (DECCOR), que resultou na prisão empresários acusados de crimes em vários estados do Brasil. O Piauí foi pioneiro em conseguir identificar e prender todo o grupo criminoso.

SANITATEM

A investigação foi iniciada a partir da denúncia de um hospital do Piauí, que percebeu ter adquirido medicamento falsificado para tratamento de câncer, após um paciente utilizar a droga e verificar que a mesma apresentava características e coloração diferentes da usual.

Suspendido imediatamente o uso da medicação pelo hospital e comunicado o fato à Policia Civil do Piauí, foram empreendidas diligências. Com o avanço da investigação, a polícia constatou que essa mesma empresa, sediada em São Paulo-SP, já havia também comercializado a referida medicação oncológica falsificada para hospitais e clínicas dos Estados de Goiás, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul e outros.

Além dos policiais da DECCOR, participam da operação, policiais civis da Diretoria de Inteligência da SSP-PI, de Goiás, São Paulo e um perito do Instituto de Criminalística do Piauí, totalizando cerca de 75 policiais civis em campo. A Polícia Civil do Piauí destaca que no Estado de Goiás, policiais investigam quatro mortes de pacientes que usaram essa medicação, tendo inclusive uma já sido confirmada e profissionais indiciados.

A Operação Sanitatem foi assim batizada por o termo em latim corresponder à cura, limpeza, bem estar, purificação.


Fonte: Folha de Parnaíba

0 Comentários

Deixe o seu comentário!