23 de janeiro de 2018
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 23/jan/2018

Governador Wellington afirma que condenação de Lula sem provas é uma ameaça à democracia

Movimentos sociais, centrais sindicais e membros do Partido dos Trabalhadores realizaram, na tarde desta segunda-feira (22), em Teresina, uma mobilização em defesa da democracia e do ex-presidente Lula. O evento aconteceu na Praça da Liberdade, centro da Capital, e participaram integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), CUT (Central Única dos Trabalhadores) e da Federação das Associações de Moradores e Conselhos Comunitários do Piauí (Famcc) entre outros.

A manifestação acontece às vésperas do julgamento do recurso do ex-presidente no Tribunal Regional Federal da 4ª Região contra a condenação na Operação Lava Jato envolvendo o tríplex no Guarujá.

O governador Wellington Dias, que está participando da manifestação, afirmou que uma condenação de Lula sem provas será um problema para a democracia: “Eu vivi um período em que a lei não era respeitada, há nesse instante uma ameaça à democracia se a gente tiver alguém como é o caso do ex-presidente Lula ou qualquer outra pessoa, condenado sem ter uma prova, certamente isso vai significar um problema muito grande, porque aquilo que vale para um brasileiro vira um parâmetro no judiciário para outros”, afirmou.

“Se não há nenhuma prova, se o tal do apartamento tríplex está em nome da construtora OAS, se ele agora, inclusive, por uma decisão de uma juíza de Brasília, foi colocado alienado e agora como garantia para a Caixa Econômica Federal, como Lula vai ser condenado como se fosse dele um apartamento que não é dele?”, questionou Wellington.

O governador também falou sobre o processo da Petrobras: “Abriram um processo por conta de uma situação de denúncia da Petrobras, que já foi dito pela própria Polícia Federal que não há nada que diga respeito ao Lula ou qualquer pessoa da sua família no processo da Petrobras, ora, se isso é verdade porque esse processo ainda está em Curitiba? Julgado por um juiz que não é competente para julgá-lo? Num processo sem prova? É algo que mexe com todos os brasileiros. A própria decisão de não aceitar que ele fosse se defender, tudo isso mostra que tem muita coisa errada, estamos aqui defendendo que o ex-presidente Lula é inocente e que, portanto, pode ser candidato ao que ele quiser e quem quiser ganhar do Lula tem que ser no voto”, finalizou.

“Julgamento político”

Vereador Dudu classificou como político o julgamento do ex-presidente Lula: “Aqui é uma demonstração do povo de que não está aceitando esse julgamento político, não precisa ser estudioso da área do direito pra saber que o que está acontecendo neste país é um julgamento, uma tentativa de um linchamento público e político, só que eles ‘deram com os ‘burros n’água’, porque o Lula cada vez mais cresce dentro do anseio do povo, sobretudo dos mais pobres desse país, que estão percebendo que é um golpe”, afirmou.

“Tirarem ele [Lula] da eleição é outro golpe e depois desse outro fato que aconteceu, daquela juíza de Brasília ter hipotecado o apartamento em nome da OAS, ficou mais cristalino ainda”, disparou o parlamentar.

Para Dudu, o que está acontecendo é uma demonstração de solidariedade: “Os movimentos sociais começam a se mobilizar dando uma demonstração de solidariedade e em defesa, sobretudo, não só do Lula, mas da democracia. O Lula está inspirando a todos nós saírmos em defesa da democracia desse país”, declarou.

No Rio de Janeiro, integrantes do MST invadiram o prédio da Rede Globo, mas segundo Dudu essa não é a orientação do PT: “Uma orientação política não existe nesse sentido, agora os movimentos eles têm a liberdade de tomar as decisões deles, politicamente eu digo, em nome do PT, que não tem uma orientação do partido para direcionar esse tipo de manifestação, nossa manifestação é na rua e chamando atenção para o mundo”, explicou.

“A orientação política do PT é ficar vigilante, mobilizando para demostrarmos que não vamos aceitar o que querem fazer, que é tirar o Lula da disputa de 2018, nós só queremos o direito do Lula ser avaliado pelo povo, se o povo quer ou não que ele conduza o país a partir de 2019”, enfatizou.

“Eleição sem Lula é fraude”

O deputado federal e presidente do Diretório estadual do PT, Assis Carvalho, disse que estão tentando impedir a candidatura de Lula: “Eles estão tentando inviabilizar a candidatura do melhor presidente da história do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, mas Lula é feito de luta, é feito de povo, e é por isso que nós não vamos dar trégua”, disparou.

“Lula candidato a presidente é certo que o povo, pela história desse grande líder, a direita será derrotada mais uma vez, e é por isso que eles utilizam vários artifícios. No dia 24, em Porto Alegre, eles já fizeram uma nota oficial dizendo qual é o resultado porque querem palanque, mas nós estaremos utilizando todos os meios jurídicos e políticos, porque o companheiro Lula, não estando no debate político de 2018, é fraude e nós não vamos aceitar que as urnas sejam fraudadas por essa direita que não suporta a luta do povo”, declarou.

GP1

0 Comentários

Deixe o seu comentário!