10 de janeiro de 2021
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 10/jan/2021

MDB trava disputa na escolha de possível candidato a governador

Dentro do MDB, todos sabem que é o secretário Rafael Fonteles (PT) o preferido de Wellington Dias (PT) para a sua sucessão. Mas se as circunstâncias obrigarem o governador a ceder a cabeça da chapa ao MDB — já que o PT já vai ocupar a vaga de senador, sendo ele próprio o candidato –, o senador Marcelo Castro não parece ser um nome de consenso no partido: o deputado estadual Themístocles Filho – presidente da ALEPI – quer a vaga também.

BASTIDORES DA VISITA DO DEPUTADO BALEIA ROSSI AO PIAUÍ: DISPUTA INTERNA NO MDB PARA VER QUEM PODE SER CANDIDATO AO GOVERNO EM 2022

Até que o MDB se una em torno de um nome, deve haver uma disputa grande entre os dois principais caciques da sigla.

Depois de ter sido retirado de dentro da gestão de Firmino Filho (PSDB) em 2017 e ter sido rifado da chapa de Wellington Dias em 2018, Themístocles chega fortalecido para 2022, reeleito presidente da Assembleia Legislativa e sendo fiador da vitória de Dr. Pessoa na capital. O recado foi dado ao governador petista em 2020. O presidente da ALEPI planejou a derrota de Firmino bancando a vitória Dr. Pessoa. E no comando da Alepi por 18 anos, tem plena condição de fazer o mesmo contra Wellington se perceber movimentos de outra traição dentro do Karnak.

Durante a visita de Baleia Rossi a Teresina os planos do MDB para 2022 foram tema de conversas informais. Rossi é presidente nacional da sigla. Segundo fonte próxima ao governador Wellington Dias, o petista teria solicitado a Baleia que, passada a eleição da Câmara Federal, estimulasse Marcelo Castro a ter uma postura mais proativa em relação a 2022. A avaliação da fonte é de que o senador tem sido cauteloso demais nos bastidores e isso estaria abrindo espaço para Themístocles articular uma candidatura de governador – e não de vice (pare ele ou para o filho dele, o deputado federal Marco Aurélio) como se fala abertamente.Ciro está voltado ao cenário nacional com Bolsonaro; falta de candidato competitivo na oposição favorece articulação de Themístocles (foto: reprodução | Instagram)Ciro está voltado ao cenário nacional com Bolsonaro; falta de candidato competitivo na oposição favorece articulação de Themístocles (foto: reprodução | Instagram)

A empolgação de Themístocles também seria fruto da possibilidade do governo não ter adversário viável para a disputa. Hoje, o senador Ciro Nogueira (PP) é tido como principal nome do que se chama de “oposição”, mas sua candidatura tende a não se confirmar, vez que as atenções dele estão no plano nacional e na possível reeleição de Bolsonaro, quem sabe, com ele de vice.

Os deputados do MDB estão divididos sobre o assunto e preferem não fazer comentários que possam desagradar qualquer um dos dois. (da coluna de Marcos Melo)

0 Comentários

Deixe o seu comentário!