16 de novembro de 2018
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 16/nov/2018

Neymar faz gol de pênalti e Brasil vence o Uruguai em amistoso

Em um jogo de poucas emoções no Emirates Stadium, em Londres, o Brasil venceu o Uruguai por 1 a 0 nesta sexta-feira (16), no penúltimo amistoso da seleção no ano. Neymar fez o gol decisivo cobrando pênalti aos 30 minutos do segundo tempo.

O resultado manteve os 100% de aproveitamento da equipe de Tite após a Copa do Mundo.Desde a eliminação para a Bélgica nas quartas de final, foram cinco vitórias em cinco jogos, contra Estados Unidos, El Salvador, Arábia Saudita, Argentina e, agora, Uruguai.

A seleção voltou a apresentar dificuldades para criar chances diante de uma defesa bem postada e dependeu quase que exclusivamente da criatividade de Neymar, que buscou bastante jogo e tentou armar a equipe. O pênalti saiu após arrancada de Danilo, que resultou no lateral sofrendo falta de Laxalt dentro da área.

O Brasil volta a campo para o último jogo da temporada na próxima terça-feira (20), contra Camarões, novamente na Inglaterra.

 (Crédito: Peter Cziborra/Action Images/Reuters))
(Crédito: Peter Cziborra/Action Images/Reuters))

Neymar não esteve nos seus dias mais brilhantes, mas ainda assim foi o principal jogador da seleção. Quase todas as jogadas passaram por ele, que teve liberdade para sair da ponta esquerda e buscar jogo em todo o gramado. Mesmo prendendo demais a bola e errando alguns passes, foi praticamente a única fonte de criatividade e teve categoria para converter o pênalti sofrido por Danilo.

Substituto do lesionado Casemiro, o volante Wallace não foi bem no meio-campo. Errou muitos passes e domínios fáceis, às vezes mandando a bola direto para a linha lateral.Também se posicionou mal nos ataques da seleção, embolando o setor com Arthur e Renato Augusto. Defensivamente, foi regular.

 (Crédito: Peter Cziborra/Action Images/Reuters))
(Crédito: Peter Cziborra/Action Images/Reuters))

Atuando com liberdade para flutuar pelo campo e buscar a bola da defesa, Neymar prendeu bastante a bola no primeiro tempo e recebeu várias faltas duras. Torreira e Vecino deram carrinhos fortes no camisa 10 brasileiro e receberam cartões amarelos por isso. A resposta de Neymar foi segurar ainda mais a bola e abusar de fintas e dribles. Com exceção de um chute perigoso para fora, porém, ele criou pouco na primeira etapa.

O técnico Óscar Tabárez promoveu a estreia de dois jovens pela seleção principal: o lateral direito Mathías Suárez e o zagueiro Bruno Méndez. O time celeste adotou a postura de se fechar na defesa e esperar uma roubada de bola para contra-atacar, subindo a marcação apenas algumas vezes. Cavani cumpriu função tática sem a bola ajudando a marcar pelos lados, deixando Luis Suárez no comando do ataque.

O Brasil mostrou dificuldades para superar a forte marcação uruguaia. O meio-campo formado por Walace, Arthur e Renato Augusto não rodou a bola com a velocidade necessária, e as tentativas de Neymar de armar o jogo também não foram bem-sucedidas. A melhor chance aconteceu após Firmino dividir com a defesa e a bola sobrar para Filipe Luís, que cruzou rasteiro para Neymar completar para o gol. O atacante, porém, estava impedido, e o gol foi bem anulado.

 (Crédito: Peter Cziborra/Action Images/Reuters)
(Crédito: Peter Cziborra/Action Images/Reuters)

O goleiro Alison teve que trabalhar na primeira etapa para segurar os dois principais astros uruguaios. Aos 21 minutos, Danilo errou passe na defesa e entregou de presente para Suárez, que chutou forte e exigiu desvio de Alisson para escanteio. Já aos 44 minutos, Suárez deu lindo passe por elevação para Cavani, que bateu de primeira na segunda trave, mas parou outra em boa defesa.

O início do segundo tempo foi todo uruguaio. O time de Tabárez adiantou a marcação, passou a tirar os espaços da saída de bola e pressionou o gol de Alisson. O gol quase saiu em cobrança de falta de Suárez, mas Alisson defendeu novamente. Vendo o Brasil encurralado, Tite mexeu no meio-campo e colocou o estreante Allan na vaga de Renato Augusto.

Com o Brasil sofrendo para criar chances, a oportunidade apareceu aos 30 minutos. Danilo dividiu com a defesa uruguaia, entrou na área e sofreu pênalti de Laxalt.  Os uruguaios reclamaram muito da arbitragem, que demorou para marcar a penalidade, mas não adiantou. Neymar foi para a cobrança, deslocou o goleiro Campaña com categoria e chegou ao seu 60º gol pela seleção.

 (Crédito: MoWA Press)
(Crédito: MoWA Press)

0 Comentários

Deixe o seu comentário!