7 de outubro de 2017
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 07/out/2017

No tapetão de novo: River recorre ao TJD-PI após decisão do procurador

River-PI agiu rápido. Com a decisão do procurador da comissão disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí, Fabrício Carvalho, de arquivar a denúncia que acusava Parnahyba e Flamengo-PI de escalarem jogadores irregulares na Copa Piauí, o clube tricolor decidiu entrar com recurso na procuradoria geral. A informação é do presidente da FFP, Cesarino Oliveira. O supervisor de futebol do Galo, Evaldo Carvalho, informou “não ter nenhum comentário a fazer” sobre o assunto.

A denúncia apresentada diz que o Parnahyba não poderia ter utilizado os jogadores Felipe Garcês e Raí por terem nascido no ano 2000, pois o regulamento da Copa Piauí estabelece que apenas podem ser inscritos jogadores nascidos entre os anos de 1996 e 1999. No entanto, Fabrício Carvalho, procurador da primeira instância (comissão disciplinar), alegou que o regulamento contraria normas da Fifa e da CBF, e diz que “vetar atleta de 17 anos é desproporcional”, utilizando estes argumentos para arquivar o caso.

Felipe Garcês, atacante do Parnahyba, tem 17 anos e teria sido escalado de forma irregular (Foto: Blog do Jonys)
No entanto, a decisão de Fabrício cabe recurso, e foi justamente o que foi feito pelo River-PI ainda na tarde desta sexta-feira. Segundo o presidente da Federação de Futebol do Piauí, Cesarino Oliveira, o clube já solicitou o encaminhamento para a procuradoria geral.
– A equipe que se manifestou no caso, o River-PI, já solicitou que o documento seja enviado para o procurador-geral, para saber dele o posicionamento em relação aquilo que está à luz do regulamento do campeonato – disse o presidente em entrevista à TV Clube.

Com informações do Globo Esporte

0 Comentários

Deixe o seu comentário!