20 de janeiro de 2021
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 20/jan/2021

Obra dos Tabuleiros Litorâneos param mais uma vez por irregularidades.

A retomada da 2° fase dos tabuleiros litorâneos iniciou-se após a aprovação de continuidade das obras, que foi assinada pelo Presidente da Republica Jair Messias Bolsonaro, e novamente como empreiteira Mendes Júnior Trading e Engenharia S.A, que foi condenada após a participação da empresa e de seus executivos no pagamento de propina para o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, que foi primeiro delator da operação, e que os levou ao pagamento de indenização de R$ 382 milhões. A decisão, da 3.ª Vara Federal de Curitiba, foi tomada no âmbito de ação de improbidade proposta pela força-tarefa Lava Jato no Ministério Público Federal no Paraná. Entre varias outras irregularidades.

Á frente da Empresa

Na frente do canteiro de Obras – Foto: Recebida por nossa equipe

As obras de continuidade dos Tabuleiros Litorâneos iniciaram em Janeiro de 2019, após ter sido aprovada pelo presidente a empreiteira Mendes Júnior terceirizou toda obra para a conclusão da 2° etapa, parte dos serviços foi destinada para a empresa de Construção Civil, que possui endereço na capital do estado, Construtora Rocha Batista Ltda, que possui como sócio administrador VERÍSSIMO BATISTA DA COSTA NETO, assim sendo responsável pela realização de parte dos serviços, que por sua vez trouxe também varias irregularidades, segundo os funcionários.

Colaboradores empurrando a van

Colaboradores empurrando van após quebrar no caminho. – Foto: Recebida por nossa equipe

            Recebermos várias denúncias a respeito dos atrasos de pagamento salarial, nossa equipe conversou um dos funcionários da empresa Rocha Batista, que pediu para não ser identificado, e nos relatou que existem débitos pendentes com relação aos pagamentos dos colaboradores da empresa, acrescentou também, sobre a falta de cuidados na alimentação, como também, ex-funcionários que após se desligarem da empresa não receberam o pagamento de suas rescisões contratuais quitadas pela empresa. Procuramos os responsáveis pela empresa, após varias tentativas não conseguimos contato.


Deixamos o espaço aberto para os responsáveis prestarem seus esclarecimentos.

Por: Portal do Delta

0 Comentários

Deixe o seu comentário!