29 de dezembro de 2020
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 29/dez/2020

Prefeito prometeu 12 mil empregos para se reeleger no interior do Piauí

Dó Bacelar (PP) se valeu nos últimos dois anos de estratégias combinadas com supostos membros de uma organização titulada “Câmara do Comércio do Mercosul” para prometer, com vasto amparo midiático, mais de 12 mil empregos em Porto, cidade de 14 mil habitantes, situada na região do Baixo Parnaíba do Piauí.

Ainda em 2018, durante as festividades de comemoração dos 98 anos do município, Dó Bacelar apresentou um suposto líder internacional, Miguel Juan Palleta, como sendo o porta-voz de investimentos bilionários na região. A promessa era de que fábricas seriam implantadas para geração de emprego e reforço da economia, por influência do gestor portuense.

CLIQUE E ASSISTA:
A história ganhou capítulos cinematográficos. Durante semanas, foram organizados jantares agradáveis, com cardápio internacional e bebidas de alto padrão, para o prefeito ser agraciado com a suposta Comenda de “Embaixador do Mercosul”.

Placas de empresas, faculdades e fábricas foram colocadas nos quatros cantos da cidade como meio de reforçar a ideia de que realmente tudo iria se concretizar. Observa-se que nenhum outro prefeito da região se posicionou dentro das possibilidades de também “se tornar” uma referência na geração de emprego no Brasil, talvez por desconfiar da oferta.
No entanto, ao passo em que se aproximava a eleição municipal de 2020, Dó Bacelar mudou as estratégias e culpou a pandemia pelo fracasso. Ele chegou a ser acusado da prática do crime de estelionato por Tiago Arruda, dono da Sisbracon, empresa de Call Center que foi atraída para Porto.

CLIQUE E ASSISTA: 

Naquele momento, já não existiam mais empresários, investidores e nem mesmo os influentes internacionais. Restou-lhe Neusa Macêdo, que se apresenta como sendo Business Influencer, uma mulher de negócios, capaz de mudar as vidas de centenas de pessoas.
Ocorre que a tal senhora passou meses recebendo dinheiro pela prefeitura de Porto, depois de surgir de uma localidade rural, onde também “tentou” implantar “grandes empresas”. Neusa, até o momento, nunca conseguiu formalizar uma empresa, sequer, no território portuense.


Às vésperas das eleições municipais de 2020, Neusa Macêdo, mulher de confiança de Dó Bacelar, manteve um suposto treinamento de Call Center para mais de 160 jovens, sem sede própria, nos fundos de um hotel de Porto. No mesmo período, há uma semana da votação, teria efetuado pagamentos aos participantes, pelos serviços prestados.

MUDANÇA DE NARRATIVA 

Depois de vencer a disputa eleitoral com apenas 256 votos de maioria, Dó Bacelar discursou na solenidade de diplomação e fez questão de dizer que não precisou prometer empregos durante a campanha.

POLÍCIA FEDERAL

Há casos dessa natureza que são investigados a fundo pela Polícia Federal, sobretudo porque envolvem figuras que atuam no submundo dos influentes negócios políticos e internacionais.
SÓ LEMBRANÇA

Ao povo de Porto só resta a lembrança dos carrões, fotos e vídeos de Dó Bacelar com Neusa Macêdo, Miguel Palleta, Lauri e os chineses e argentinos pelas ruas da cidade, prometendo 12 mil empregos.

CIRO NOGUEIRA

Dó Bacelar chegou a levar os tais investidores ao senador da república. Por sinal, Lauri se mostrou conhecer Ciro Nogueira de longas datas pelos corredores de Brasília.

Carta Piauí

0 Comentários

Deixe o seu comentário!