28 de maio de 2018
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 28/Maio/2018

Segurança cria Comando para garantir combustível para serviços essenciais no PI

Em reunião na manhã deste sábado (26), a Secretaria de Segurança Pública (SSP-PI) criou um Comando de Gerenciamento de Crise para buscar uma alternativa diante da greve dos caminhoneiros, que chega ao 5º dia no Piauí. O foco é garantir o abastecimento de postos para manter serviços essenciais no estado.

Estiveram reunidos representantes do Exército, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e do Sindicato dos Postos Revendedores de Combustíveis na sede da SSP, em Teresina. A SSP informou que o objetivo não é interferir na greve ou nos protestos, mas especificamente na garantia de combustível aos veículos do governo.

“Estamos tentando verificar como garantir para os serviços continuarem. A polícia não pode parar, o serviço de saúde não pode parar, o Samu e o aeroporto também não podem parar. Já estivemos ontem conversando com o movimento dos caminhoneirss e eles estão sensiíveis a essa estratégia”, afirmou o secretário de segurança Rubens Pereira.

Postos já estavam sem combustível em Teresina nesta sexta (25) (Foto: Lorena Linhares/G1)

Postos já estavam sem combustível em Teresina nesta sexta (25) (Foto: Lorena Linhares/G1)

“Se não resolver, amanhã ou no início da semana a grande maioria dos postos já não vai ter combustível. Temos que tentar de alguma forma negociar”, disse o presidente do sindicato, Alexandre Valença.

A forma como esse abastecimento acontecerá, ainda será definida pelo Comando. O receio dos órgãos é que falte combustível para abastecer ambulâncias e viaturas, por exemplo. Até o momento, segundo a SSP, nenhum serviço foi afetado ou suspenso, e a reunião busca exatamente evitar que isso aconteça.

Desde sexta-feira (25), postos de combustíveis de Teresina já tinham fechado por falta de produto. Neste sábado (26), segundo o sindicato, 30% dos postos de todo o estado já estavam desabastecidos. Desde quinta-feira (24), manifestantes fecharam o terminal de petróleo da capital impedindo a saída de caminhões-tanques.

Fonte: G1

0 Comentários

Deixe o seu comentário!