4 de maio de 2018
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 04/Maio/2018

TCE vai analisar pagamento de R$ 27 milhões da SEDUC para empresa já dirigida por Rafael Fonteles

TCE vai analisar pagamento de R$ 27 milhões da SEDUC para empresa já dirigida por Rafael Fonteles

Rafael Fonteles – Secretário de Fazenda / Rejane Dias – primeira-dama e Secretária de Educação e o Governador Wellington Dias.

A Secretaria de Educação do Piauí, comandada pela secretária e primeieira-dama do Estado, Rejane Dias (PT), terá sua prestação de contas referentes ao ano de 2015 julgadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) nesta primeira semana de maio. Dentre os pagamentos que serão analisados pelos técnicos e conselheiros do Tribunal está o pagamento de mais de R$ 8.856.059,80 (mais de R$ 8 milhões de reais) à empresa Instituto Premium, que tem como sócios o empresário e secretário estadual de Fazenda, Rafael Fonteles.

Não é de hoje, que a Secretaria de Educação do Piauí (Seduc) tem contrato milionário com o Instituto Premium, os contratos vem sendo realizados desde de 2011, tendo sido intensificados no governo de Wellington Dias. Nos últimos três anos (2015, 2016 e 2017) por exemplo, o Estado já pagou R$ 27.096.497,08 (mais de R$ 27 milhões de reais) à empresa, para prestação de serviços especializados de produção e transmissão de programas de ensino nas modalidades ensino médio regular, educação de jovens e adultos; reforço escolar para ensino médio e formação continua de professores.

Quando começou?

Os contrato com o Instituto começaram ainda em 2011, quando a secretaria de Educação era gerida pelo então deputado Federal e secretário Àtila Lira, durante o governo de Wilson Martins. Na época, o primeiro contrato entre Governo e a empresa foi assinado pelo próprio Rafael Tajra Fonteles, que hoje ocupa a Secretaria de Fazenda. Os contratos continuaram na gestão do governo de Zé Filho, tendo como secretário de Educação o jurista Alano Dourado.

Desde então, os contratos com a empresa não mais pararam, o que mudou foi apenas a assinatura do contrato que deixou de ser assassinado por Rafael Tajra Fonteles, que ocupou o cargo de Secretário Estadual de Fazenda do Piauí.

Ainda em 2014, o endereço do Instituto Premium ficava localizado numa sala no mesmo prédio do Colégio CEV, na avenida Frei Serafim. Porém, em 2014, com a mudança de Governo, a sede da empresa mudou para zona Leste.

Toda essa pesquisa e denuncia foi realizada pelo jornalista Aquiles Nairó, do portal Codigo do Poder, que ainda ressaltou em sua publicação que conferiu mais de 700 páginas dos contratos disponíveis no Portal da Transparência. Tendo constatado que parte do dinheiro usado nos últimos meses para pagar o Instituto foi obtido através de empréstimo obtidos pelo governador Wellington Dias no exterior.

Documento público que faz parte da primeira proposta assinada por Rafael Fonteles quando a SEDUC resolveu oferecer cursos através de mídia tecnológica:

 com informações do Código do Poder

0 Comentários

Deixe o seu comentário!