1 de fevereiro de 2018
(86) 99577-9242
portaldodelta.redacao@gmail.com
Logo do Portal do Delta
Publicidade

Postado por Delta em 01/fev/2018

Trabalhadores em educação da rede estadual aprovam estado de greve

Os trabalhadores em educação da rede estadual do Piauí aprovaram, por unanimidade, estado de greve, durante assembleia geral realizada nesta quarta-feira (31/01) no clube do Sinte. A categoria reivindica reajuste do piso salarial de 6,81% para todos os trabalhadores em educação; reajuste das gratificações; revisão do Plano de Cargos, Carreira e Salários; cumprimento do acordo da 2ª parcela do reajuste de 3,14% acertado para Janeiro/2018, entre outros.

A categoria avaliou como um descaso o que o governo vem fazendo com os servidores públicos, em especial com a educação básica. De acordo com o Sinte,  além de não receber os trabalhadores para reunião, solicitada desde novembro/2017, para tratar do reajuste dos trabalhadores da educação, o gestor estadual ainda reduziu o salário dos servidores ao aumentar a previdência e não cumprir a lei quanto ao reajuste do desconto previdenciário, sem dar qualquer explicação ou mesmo consultar os servidores.

Foto:Divulgação
Foto:Divulgação

Conceituada como “um instrumento de pressão diante de um governo intransigente” os trabalhadores aprovaram o estado de greve a partir nesta quarta-feira e ainda, uma nova assembleia geral para dia 19 de fevereiro, às 8h, no Clube do Sinte, quando a categoria irá referendar a aprovação da greve por tempo indeterminado.

O Secretário de Administração, Franzé Silva, chegou a ir a imprensa dizer que negociou com o Sinte. “Em nenhum momento a direção do Sinte-PI foi chamada para qualquer reunião junto ao governos ou seus secretários. Os trabalhadores já conhecem e não vão aceitar desculpas esfarrapadas sobre o reajuste dos servidores”, enfatizou Paulina Almeida, presidente do Sinte-PI.

Portal Az

0 Comentários

Deixe o seu comentário!